Musa nos 30: Deborah Secco

Hoje nossa Musa nos 30! é brasileiríssima(Oba!), tem 35 anos e eu a amo de paixão. Já a conheci pessoalmente quando eu trabalhava com moda e a entrevistei pruma matéria e ela é a coisa mais fofa e querida do mundo, tipo gente como a gente que sentou no chão da loja na época comigo pra me mostrar o que carregava na bolsa. Apaixonei <3
É assim que todo artista deveria ser, acessível. Por isto, (e pelo talento e beleza, claro), que ela estréia aqui como a primeira brasileira da nossa seção!
debora_seco_interna_1

Dona de um corpo sarado mas ultra-feminino, moldado de 2 a 3 horas diárias de malhação com Pernoal, além de corrida, intercalada por estímulos de exercícios como muay thai, crossfit e treino de alta intensidade na areia, Ufa, Deborah diz que é relax na dieta, come seus brigadeiros diariamente e detesta salada, confessa que a única coisa que a faz fazer dieta é um personagem, como no caso do último longa ‘Boa Sorte” em que teve que perder 11 kg.
Deborah-Secco-27

Quando o assunto é pele, a atriz tem pele oleosa desde novinha e a acne já foi um drama. Depois de uma pausa ou outra de descuido como consequência dos trabalhos, a sua dermatologista Karla Assed, conta que para manter o rosto sempre lindo, a atriz faz sessões semanais de peelings para clarear a pele, fechar os poros e ainda estimular a produção de colágeno. No dia a dia ela é disciplinada: a rotina em casa inclui aplicação de filtro solar e cosméticos à base ácidos, caviar e ativos firmadores.
“Minha pele é tão sensível que, quando faço cenas de beijo, fico marcada e vermelha na hora. Isso sem contar a tendência a acne”, entrega ela. E pra se proteger do sol, usa diariamente o protetor solar BlockAge (Dermage). Quando vai à praia ou tem gravações externas, o escolhido é o filtro PhotoPlus Baby (Dermatus), que tem longa duração. Pra manter a pele dourada sem sol, ela tem um truque baratinho, o spray pra pernas Sally Hansen que ela usa no corpo todo, (vende em quase todas as farmácias).
deborah
À noite o ritual de cuidados é básico. Se estiver trabalhando, chega em casa, tira o make e passa hidratante, mas nas folgas alterna estes tratamentos: “Uso uma formulação despigmentadora, indicada pela minha dermatologista, a Karla Assed (RJ), porém, se surge uma espinha inesperada, Deborah aplica sobre a lesão um adesivo de corticoide e ácido salicílico por 24 horas. “A danada simplesmente desaparece”, conta.
Já o tratamento mais forte que faz é o Fraxel, um laser que tira cicatrizes de acne, manchas e elimina rugas, sonho de consumo de toda mulher. “Faço aplicações no rosto e no bumbum semanalmente. É bom para evitar estrias”, conta Deborah.
deboE nos cuidados com os cabelos ela brinca: “Acho que no futuro a tendência é eu vir a ser careca de tanto que eu mudo de cabelo para as personagens. No ano passado tive seis cores de cabelo, no ano retrasado oito… Esse vai e vem de cor não é nada bom. Aí cola o aplique, corta, é um ciclo vicioso. Faço tudo que eu posso (para cuidar do cabelo), tomo todas as vitaminas, uso xampu antiqueda, faço tratamento para estimular folículo capilar também com laser… Meu cabelo é muito fininho, quase que de neném. Mas isso faz parte da minha carreira e sou muito desapegada, gosto de mudar para as personagens”.

Finalizo este post sobre Deborah com um trecho de uma entrevista que deu à Corpo à Corpo que tem tudo a ver com o Yes!30:
“Mulher feliz é mulher bonita. É assim que a loira justifica sua beleza estonteante. Mas ela confessa que faz pouco tempo que aprendeu essa lição. “O amadurecimento tem o poder de construir a verdadeira mulher: alguém que se coloca em primeiro plano, tem suas vontades respeitadas e se sente realmente realizada. Acredito que estou me alinhando a essa filosofia, o que tem me trazido resultados incríveis. Eu me sinto melhor, mais satisfeita, mais autônoma, mais segura”.

Resumindo: Deborah se cuida mesmo! E é adepta total da tecnologia dos tratamentos estéticos pra se manter bonita. Pra quem pode bancar acho super válido sim e pra quem ainda não pode, é só caprichar ainda mais em alimentação saudável e prática de exercícios e muita água!
bjs

Saber escolher

Tem uma coisa que talvez vocês também compartilhem comigo, desde que completei 30 anos vejo a minha vida toda passar na cabeça como um filme e a sensação é de: “E agora? Qual desenrolar vou querer pra minha trama Hollywoodiana?” Nem falo de final de filme, porque aos 30 o final está bem longe (ainda bem), mas o desenrolar é presente e tão (ou mais) importante que o fim, pois nos levará a ele.
Por sorte, (ou não rs) percebi que não só eu passava pela mesma sensação de “Será que fiz as escolhas certas?”, “Ainda dá tempo de escolher outra coisa?”, “Vou querer fazer isto pro resto da vida?”
E estes questionamentos passam por todos os setores, desde profissão até um relacionamento que começamos a ter dúvidas se queremos levar pra vida e na insegurança de decidir, algumas de nós acabamos nos estagnando por um tempo.escolhas
Eu pertenço a este grupo da estagnação, por 3 anos fiquei em cima do meu muro pessoal sem querer (ou saber) decidir nada e deixando o barco correr, o trabalho que aparecia eu pegava, o cara legal/gato que aparecia eu pegava, e assim eu era escolhida e não a agente da escolha, isto por longos 3 anos.
Este ano completei 33, como já disse aqui no blog, e junto com este número veio o “CHEGA!” cansei de postergar as decisões da minha vida, cansei de postergar os meus sonhos ou a tentativa deles, cansei de postergar a felicidade propriamente dita, e decidi começar a sair da inércia em todas as áreas. E leia-se sair da inércia no meu caso não é me jogar em tudo que aparecesse, era justamente o contrário, passar a ESCOLHER.
Escolher sempre foi muito difícil pra mim, sempre preferia que escolhessem por mim, talvez síndrome da filha única que sempre teve “tudo” às mãos, ou Freud explica, o medo da culpa pela escolha errada, então aprender a escolher com minhas próprias mãos e responsabilidade é o sair da inércia no meu caso e está sendo bem difícil, mas necessário.
Saber dizer não a propostas de trabalho que aparentemente são interessante financeiramente, mas não profissionalmente, saber dizer não pra boys gatos só pela beleza e a escolher mais pelo conteúdo e relevância (leia-se, valores), saber dizer alguns nãos pra prazeres imediatos como açúcar, álcool, sexo, etc com aquela desculpa de que a vida é uma só e temos que aproveitar cada minuto. Opa! Isso é pensamento dos 20 anos, irresponsável, imediatista, precipitado, aos 30 temos a responsabilidade de saber escolher e ter aprendido que a calma é que leva à excelência, e tenho aprendido.
O que tem me ajudado muito nessa busca é voltar à minha espiritualidade, não vou falar aqui de religião porque cada um tem a sua, mas falo de equilíbrio, auto-conhecimento, fé no transcendental.

Não falo que é fácil e que não caio em tentação muitas e vezes, mas caio cada vez menos, e cada vez que digo um não, me fortaleço para os outros nãos.
Não falo que não continuo amando doces, um champagne e sexo, continuo e sempre continuarei e não há nada de errado nisso, mas hoje EU escolho os momentos em que quero cada um deles, momentos em que eu esteja bem e não carente pra uso de nenhum deles. Esta é a pergunta mais correta que você deve se fazer antes de comer aquele churros, beber aquela vodka ou transar com aquele boy, e é a dica mais valiosa que eu dou.

;)

bjs

Treino circuitado #MundoBT

Hoje foi dia de montar meu treino de musculação, que é muito importante principalmente quando passamos dos 30, porque a tendência com o passar da idade é perdermos mais massa muscular, então a musculação evita e retarda esta perda, além de fortalecer a musculatura para nos tornar mais saudáveis, (que é o meu objetivo já que não quero ficar grande nem bombada).Bt2

Estou fazendo treino de força pra definição e tônus porque emagreci muito nos últimos meses pois não estava motivada na antiga academia e eu tenho muita tendência a emagrecer, então, quando paro de malhar viro um gravetinho, por isto tenho que estar sempre em trabalho muscular pra ganhar peso.

Os professores hoje me passaram o treino de musculação circuitado, que são exercícios combinados sem descanso entre eles. Foram 40 minutos de treino total no dia hoje, e somente um aquecimento de aeróbio já que o circuito já queima o suficiente.

(Não vou usar este espaço pra falar detalhadamente sobre o treino, pois os posts são somente pra mostrar minha rotina de vida pós 30, afinal não sou profissional de Ed. Física nem médica e cada corpo é de um jeito e responde de uma forma, cada um deve buscar um profissional da área para seu treino personalizado)

bjs

Solteira aos 30 sim!

Se você está lendo este texto, provavelmente se identificou com algo né? Então amiga, segura a minha mão e vem ser feliz comigo porque não há nada de errado com você, muito pelo contrário.
Todos os dias nós ouvimos a máxima de que “Os trinta são os novos vinte” não é mesmo? Depois que chegamos nos 30 vemos que é a mais pura verdade.
Quando eu tinha 15 anos, eu me projetava com 28 uma executiva de sucesso, rica, bem sucedida e feliz com mil relacionamentos, sim, nunca fui de planejar casamento e sempre me via mais feliz como uma solteira de sucesso. Aproveitei muito desde então, namorei muito (uns 8 namoros sérios) e fiquei mais ainda (estes não contei mesmo), e quando cheguei aos 28 começou a bater aquela vontadezinha de sossegar no domingo à noite assistindo um filme com alguém que dividisse comigo uma história legal de vida.
solteiroComecei a olhar pros lados e ver naquela lista de pretendentes quem fazia mais o requisito namorado, (sim, mulheres também tem esta listinha, não é exclusividade masculina), acabei um tempo depois optando por um que conheci na balada, afinal eu trabalho em balada e foram 2 anos muito intensos tanto de brigas quanto de grude, pros dois era a primeira vez “mais séria” em relacionamentos, éramos dois perdidos que nos encontramos naquela tentativa de nos salvarmos um no outro sabe?
Não era o momento certo, a circunstância certa nem a motivação certa, preferimos dar um tempo e eu terminei de vez pois eu queria encontrar o amor sem amarras, saudável, sadio, e para isto eu tinha que estar assim, plena por dentro. Nisto eu estava com 31 anos e lá estava eu novamente solteira na pixxta num mix de alívio e culpa, alívio por ter um mundo a conhecer e desbravar sem dar satisfação à ninguém e culpa por de repente estar fazendo uma pessoa que gosta de mim sofrer.
Foquei só no alívio e entrei no círculo de curtir-a-vida-adoidada por longos meses, revi amigas e amigos que tinha perdido no tempo, conheci novos, entrei em aplicativos de pegação (na Copa era o auge, hoje não recomendo), ampliei minha zona de conforto, peguei muita gente, descartei muita também e assim fui cansando e ficando a cada dia mais focada em mim mesma. Meus 32 anos foram curtição total, machuquei e fui machucada várias vezes, sorri e chorei, minha vida foi uma montanha russa de sentimentos, e aprendi neste 1 ano, talvez o que não tinha aprendido a vida toda: Temos que ter FOCO.

Parece clichê ou conselho de mãe, mas não, é apenas experiência de quem já vivenciou isto, estar solteira aos 30 é estar solteira com maturidade, sabendo escolher e estando bem consigo mesma, tem muito mais a ver com qualidade do que com quantidade, a vida nos cobra isto e a nossa própria consciência também.
Fiz 33 (em janeiro deste ano) e esta minha consciência amadureceu, dei um basta naquela menina de 30 ansiosa e que só se importava se era o mais bonito da noite, e passei a olhar pra mulher de 30 que sou que hoje se importa se é o mais interessante pra minha vida. Este foco muda tudo. Porque não é mais no outro, é em nós mesmas.

Nestes meus 33 escolhi estar solteira porque estou tranquila, feliz, plena e só quero pra mim alguém que me traga ainda mais plenitude e que não tire a minha. Alguém que some além do que já sou, que me puxe ainda mais pra cima e que eu possa fazer o mesmo por ele. Sou romântica e este não é um texto feminista de “nos bastamos e fodam-se os homens”, afinal tem muito homem maravilhoso no mundo, eu mesma conheci vários (e descartei por imaturidade), este texto é pra exatamente focarmos em nos fazermos felizes porque só assim tudo em nossa vida se torna pleno, inclusive a nossa capacidade de enxergar o cara da nossa vida. <3
bjs

Bem vinda ao #MundoBT

Fiz atividade física a vida toda, desde neném fiz ballet, enjoei, fiz jazz, enjoei, ginástica olímpica, enjoei, academia, e me rendi ao mundo fitness, nunca fui muito de atividades outdoors, prefiro mesmo um ar-condicionado e sala fechada (me julguem). Como eu enjôo muito fácil (perceberam) da mesma atividade por muito tempo, eu já estava cansando da minha antiga academia, que é ótima (Oi Smart Fit), mas que só tinha aeróbio e musculação, que é a filosofia deles  mesmo, uma academia mais express, mas que já não supria as minhas vontades mais.
BT1Pensei em pilates, Yoga, CrossFit e mil outras modalidades e percebi que o preço cobrado por cada uma delas em apenas 3x por semana era muito mais caro do que uma academia convencional que tem aulas de todos os tipos. Então solucionei todos os meus problemas em 1, a pluralidade de atividades que posso fazer sem enjoar e tudo incluído no mesmo local. <3
Minha escolha foi a Body Tech, tanto pela, diversidade de atividades, Ballet, Yoga, Pilates, Circuito, Muay Thay etc quanto pela excelência de profissionais muito atenciosos, tava sentindo falta desse feedback humano, (sou dessas).

E como não quero emagrecer nem ficar bombada, quero apenas definição muscular e saúde, dá tranquilamente pra fazer as aulas diversas e focar 3x por semana em musculação, que é de suma importância pra todo mundo, ainda mais pra nós com mais de 30. ;)

Então à partir de hoje, além do nosso papo de 30 sobre beleza, pensamentos e inspirações, vou dividir também com vcs minha rotina de exercícios e descobertas, além da evolução corporal e de saúde.

Hoje comecei meu primeiro dia de treino na BT com a aula de “Combine Trainning”, que é um circuito funcional com obstáculos, polichinelo, corda, step etc, que parece brincadeira de criança mas de criança não tem nada! Quase morri 30293023 vezes, e olha que não sou sedentária hein? :)

Saí suando pencas (vide foto) e com sensação de dever cumprido, recomendo pra quem tiver com a saúde em dia e articulações idem!

E vamos malhar!! #Yes30 #BoraMagrinha

bjs

Dica de DIY camiseta Franjas pro Reveillón

Quem me acompanha há muito tempo sabe que AMO um DIY e fiquei conhecida por isso no mundo internético, então sempre que me deparo com uma boa idéia gosto de compartilhar com meus seguidores. E cá está uma dica super estilosa e baratinha pro Reveillón. Uma tshirt de Franjas.
franjasolookEsta é original da OLook, pra quem quer comprar pronta como esta da foto é só clicar aqui que eles entregam na sua casa.
E pra quem como eu ama uma aventura de DIY vou explicar como fazer:

franjas2olok
DIY TSHIRT FRANJAS:

Material:
– 1 camiseta branca (ou da cor que preferir) tipo Hering.
– Tesoura

Modo de fazer:

– Corte o comprimento da camiseta na altura do umbigo (ou mais curta se preferir um cropped)
– Neste pedaço cortado e separado corte várias tiras fininhas na horizontal e as separe.
– Na camiseta corte a gola no formato que desejar, eu sugiro canoa como a da foto.
– Acima da marca dos seios faça vários furinhos paralelos circulares com a tesoura em toda a horizontal frontal (também pode fazer na parte de trás se quiser).

– Pegue as tiras finas que cortou anteriormente e as amarre entre um circulo e outro que você fez na camiseta.

PRONTINHO!

Pronta pra ahhazar na beira da praia ou nas festinhas de Ano Novo!! <3

Curtiram a dica?

bjs